sábado, 16 de janeiro de 2016

Saudade

O coração aperta quando ela vem
Abraça-me forte como ninguém
E o meu interior ela invade
Quem será que inventou a saudade?
Vem trazendo muitas lembranças
Traz-me também esperanças
Saudade que bate aqui dentro
E não para nenhum momento
Saudade que gera tristeza
E quebra minha fortaleza
Saudade que me consome
Saudade que tem um nome
Saudade que insiste em doer
E eu não tenho pra onde correr
Mas sei que só vou melhorar
Quando puder te abraçar
Saudade, infinita saudade
Que traz a fragilidade
Deixa-me tão emotiva
Criando expectativa
Lágrimas escorrem o rosto
Lembram-me do enorme desgosto
Que sinto por não te ver

Que saudade de você ...

quarta-feira, 13 de janeiro de 2016

Tá na hora da mudança

Nunca imaginei que iria morar longe da minha família tão cedo, mas, por causa da faculdade esse momento foi antecipado. Quando comecei a fazer jornalismo tive que me mudar para São Félix, confesso que não achei uma boa ideia porque apesar de conhecer a cidade não me imaginava morando aqui, mas como não dava pra voltar pra casa todos os dias tive que ficar.  No inicio foi um pouco difícil, já estava acostumada a ver algumas pessoas todos os dias e não vê-las pra mim era estranho, sentia falta da liberdade da zona rural. Por outro lado, a cidade foi muito receptiva comigo, pessoas me receberam de braços abertos e eu me senti muito bem acolhida.



Hoje, com praticamente 3 meses que mudei pra cá posso dizer que estou adorando a cidade, está sendo ótimo conhecer a fundo São Félix e Cachoeira. São duas cidades bem ricas em diversidade, tenho muito a aprender por aqui. Apesar de ser estranha a sensação de morar longe da família, é bom eu aprender a me virar sozinha afinal nem sempre vou tê-los ao meu lado. Enfim, acho que a minha mudança vai trazer muitas coisas boas pra mim, e acrescentar e muito no meu conhecimento. O bom é que nos fins de semana eu volto pra casa então posso matar a saudade da família e dos amigos é claro.

sábado, 9 de janeiro de 2016

Bem vindos ao meu mundo


Resolvi criar coragem e vergonha na cara pra deixar a preguiça de lado e fazer o meu primeiro post do blog, contando o motivo dele ter sido criado. Bom, há alguns meses ingressei no curso de Jornalismo e está sendo uma experiência maravilhosa, tenho ótimos colegas e professores muito competentes. Um desses professores nos incentivou a criar um blog como trabalho pra nota. Confesso que no início não sabia o que fazer,  sobre o que falar, estava totalmente confusa. Apesar de ter várias ideias, não sabia como colocar em prática. Meus colegas, a maioria criaram seus blogs, todos com muita criatividade e ideias maravilhosas, e eu estava ali, tentando decidir sobre qual assunto falar.

Sempre gostei muito de escrever (esse é um dos motivos pelo qual entrei pra jornalismo), e um dia olhando minhas anotações, textos e pequenos poemas, resolvi então que o meu blog falaria sobre minhas emoções. Vou falar sobre o que sinto, o que me alegra, o que me aflige, minhas preocupações, metas e sonhos, enfim vou falar de mim.




Falarei através de poemas, textos e frases, falarei através do meu coração.