sábado, 16 de janeiro de 2016

Saudade

O coração aperta quando ela vem
Abraça-me forte como ninguém
E o meu interior ela invade
Quem será que inventou a saudade?
Vem trazendo muitas lembranças
Traz-me também esperanças
Saudade que bate aqui dentro
E não para nenhum momento
Saudade que gera tristeza
E quebra minha fortaleza
Saudade que me consome
Saudade que tem um nome
Saudade que insiste em doer
E eu não tenho pra onde correr
Mas sei que só vou melhorar
Quando puder te abraçar
Saudade, infinita saudade
Que traz a fragilidade
Deixa-me tão emotiva
Criando expectativa
Lágrimas escorrem o rosto
Lembram-me do enorme desgosto
Que sinto por não te ver

Que saudade de você ...

Nenhum comentário:

Postar um comentário